Júlia Prado

Júlia Prado | Atriz

Júlia Prado é uma atriz brasileira. Nasceu no dia 2 de setembro de 1996 em Campinas, São Paulo. Logo em criança ingressou no mundo teatral tendo com 8 anos vencido o Prêmio MTV de Melhor Curta Metragem. 

Com 15 anos realizou um curso intensivo de verão na Escola de Atores Wolf Maya, na qual teve as suas primeiras aulas para TV e Cinema. Paralelamente, ingressou na Companhia de Teatro Téspis – onde permaneceu até aos seus 20 anos – tendo iniciado o seu percurso profissional com a digressão da peça infantil “Xixi de Saci no Oco do Bambu” pelas escolas públicas de Campinas. Em simultâneo, com os seus 17 anos, conseguiu uma bolsa integral de estudo na escola de teatro musical Estúdio Broadway dirigida por Fernanda Chamma. 

Quando completou os seus 19 anos decidiu que era altura de desenvolver os seus estudos e inscreveu-se na Escola Superior de Artes Célia Helena, em São Paulo. No segundo ano do seu bacharelato, foi convidada para ser a aluna pioneira a realizar um intercâmbio com a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE), no Porto, onde teve a oportunidade de estar durante um ano letivo, o qual culminou com a formação do Coletivo 41.601 com os seus colegas de Portugal. Em 2018, regressa ao Brasil para terminar os seus estudos, tendo apresentado “Antígona” dirigida por Marcelo Lazzaratto, como peça de conclusão de curso. 

Retorna, novamente, a Portugal onde se encontra atualmente a residir, tendo ingressado na Companhia de Teatro do Elefante. Fez uma digressão, em Novembro de 2019 com o Coletivo 41.601 nos Açores, onde apresentou “O Coro dos Maus Alunos” e em 2020 se apresentou para as Escolas Secundárias de Setúbal com o monólogo: “Brothers” e a peça “O Tempo das Giestas”. Concluiu o ano com o workshop “Corpos Clandestinos” de Victor Hugo Pontes. 

Em 2021 voltou com seu monólogo “Brothers” e estreou o espetáculo sobre violência doméstica chamado “Puta que Pariu!” com encenação de Susana Dagaf pelo Teatro do Elefante, se apresentando no Teatro de Bolso – Setúbal. Se apresentou na Mostra MAPS com a “Viagem Sentimental” de Francisco Camacho em Julho deste ano e se prepara para o novo espetáculo “Três Irmãs e Um Tenente-Coronel” com encenação de Fernando Casaca, pelo Teatro do Elefante.

Receba as nossas novidades

Subscreva e receba as nossas newsletters para estar 100% informado.

I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.